segunda-feira, dezembro 23, 2013

nº 326

Ali no canto esquerdo entre as colunas que Sansão (ainda) não teve força pra derrubar.
 Onde o telhado com caibros arriados esperam por um reparo.
Onde as lagartixas não sorriem e geladas caminham na vertical, entre as paredes de reboco antigo. Ali, ... o postigo me mostrava o mundo, nos chapéus de palha, nas nuvens cinza, no vidro transparente do ônibus, no rosto do menino com o nariz amassado com cara de índio Sioux.
Ali...
O ponteiro insistia em correr
(EU)

Nenhum comentário: