terça-feira, outubro 24, 2006

Do eu para o São

Do Eu para o São

Andei observando como muda a pronúncia de acordo com a idade. Eu mesmo era Charlinho, e ainda continuo sendo para os amigos íntimos, porém alguns menores já me chamam de tio, as senhoras me chamam de Sr. ,as Sras me chamam de Charles, a vida me chama de Charles, o espelho depende, às vezes de Tcharles, Charles, ou Charlinho,
Na brincadeira minha cachorra me chamada de Tcharlie, minha avó sempre de Charles, agora encontrei o Xâie, algo diferente dentro de mim. Xaxá, nunca pegou.
Outro dia visitei meu avô, e ele virou Seu Lima, será que eu vou virar Seu Charles. Vou me canonizar, e mudar de nome, quero uma imagem minha em algum altar de igreja ou até mesmo em nome de rua, o importante, é que vou virar Santo.
Andei lendo sobre São Dimitri, na Igreja de Santa Sofia em Istambul.Igreja maluca aquela , pertencia ao Império Bizantino, ai os turcos foram lá invadiram e criaram quatro pilares para anunciar os momentos das preces dos muçulmanos.
Já pensou São Bayardo, na igreja de Santa Sofia?

Dou início agora as Obras de São Bayardo

Obras de São Bayardo

· Iniciou um encontro entre Xanana Gusmão e Policarpo Quaresma, para juntos alfabetizar o Timor Leste.
· Utilizou recursos do Valerioduto para sanear e dar infra-estrutura ao mangue seco (Santos).
· Confiscou todas as contas do Maluf, comprou tudo em bala para a festa de Cosme-Damião.
· Elegeu para a Arquidiocese de Aparecida o pintor Caribé.
· Fundou uma escola , tendo como diretor Francisco Férrer (Italiano /líder anarquista no Brasil, responsável pela primeira escola anarquista, entre 1912 à 1916 em Sta Catarina).-
· Convenceu os sem terras a virarem sem teto. (êxodo rural)
· Comprou um roseiral inteiro e jogou tudo no mar no dia 2/2, dia de Iemanjá.
· Colocou em uma mesa, lúcifer, Deus, Shiva de três cabeças e Marcelo Mastroiani, para discutir o roteiro do filme Nosferatu, é claro que quem dirigiu foi Deus.
· Solicitou junto à prefeitura de seu bairro o Fumacê, para no próximo verão para não sofrermos das intempéries da vida, ou do mosquito, e também para não corrermos para o açougue da vila industrial, para sermos tratados de malária, sendo que estamos apenas dengosos, (abraços para o Sandrinho).
· Fundou em Brasiléia (Acre) um centro de estudos ufológicos, e questionou o não-reconhecimento de plutão, como planeta.
· Trabalhou na acareação dos corpos dos Mamonas Assassinas na Serra da Cantareira.
· Atravessou numa bóia de Havana á Flórida, e conseguiu ser beneficiado pela lei seca, injuriando o Fidel
· Reencarnou na figura do 8º Buda e impediu que Mao invadisse o Tibet.
· Foi ator coadjuvante no filme “os sete gatinhos” de Neville de Almeida, juntamente com Regina Casé, na qual ganhou o Urso de Prata, (Berlim), pela pré-dispoição nos momentos de “choque” do filme.
· Percorreu 3 mil km, entre o Suriname até o Monte Santo (Canudos), onde lá iniciou sua cruzada patriótica contra monarquia, juntamente com seu discípulo Antônio Conselheiro.
· Participou do festival de águas claras (1972), como baterista do Tunai.
· Trabalhador como estivador no porto de são Sebastião, na ocasião levantou estudos sobre o impacto ambiental da Petrobrás no meio ambiente.
· Decifrou o PI .
· Confiscou todos os bens de Ronaldo Caiado e enviou aos sem terras.
· Ajudou no processo de pacificação entre os índios cinta-larga e os garimpeiro em Serra Dourada.
· Foi em carne e osso o boi garantido na festa de Parintins.
· Foi churrasqueiro na festa de N.S.Guadalupe (México), assando gafanhotos e escorpiões.
· Foi caricaturista no jornal O Malho, denunciando as falcatruas do governo de Rodrigues Alves.
· Trabalhou no IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional), e descobriu que o presente que o FHC doou ao Silvio Berlusconi, pertencia ao acervo, tombado pela Unesco.

Para relatar todas as obras, ficaremos dias e meses.

Aguarde na próxima edição, as andanças e milagres, realizados por São Bayardo.

Abraços


Rei da Vela

5 comentários:

olhos verdes disse...

Xaê,
"Seu" ainda é muito melhor que "Dona", sinta-se feliz! rsrsrsr

Anônimo disse...

Caríssimos,

nos não nos nomimos, somos nominados..etâ.
Charles.Sem babação...Mais foi muito bem tratado.
Parabéns.
Hemerson.

Anônimo disse...

acho que vou fazer uma imagem de sâo Bayardo
Marcio Santeiro

Anônimo disse...

faltou colocar a oração do santo para livrarmos de nossos pecados, que são muitos! Grande Charles.
Samuel

Máscaras Óbvias disse...

Das derivações do Charles, ficou faltando o Charlão. E o filme, na minha opinião, tinha que ser feito por Fellini - que, aliás, certa vez, disse ser Deus o melhor cineasta de todos os tempos.