terça-feira, maio 13, 2008

Para não dizer que deixei os mendigos de lado


Parafraseando...em verdade, em verdade vos digo, quem chega hoje em São José dos Campos tem uma visão deturpada de como "somos" realmente como organismo social. Estamos no caminho de cidades que não dão certo se não mudarem e aqui insistem nisso com afinco para prevalecer o econômico sobre o social. A questão da identidade de uma cidade é preocupante e há uma grande parcela de culpa de nossa sociedade joselita, que prefere um déspota, ou aguardar dom sebastião do que falar alto como comunidade organizada.

As vias e o anel viário parecem servir a um só fim, o trânsito de carros particulares, em sua maioria novos e semi financiados em 72 x. Confundir cidade com empresa, onde para ela ser sustentável tem haver superávit primário, que é o que essa corja de tucanos vem apregoando em nossa cidade. O amigo aí embaixo não sabe nem metade do que rola aqui em terras piraquarenses e se gaba de estar informado porque recebe o pífio Vp em casa todos os dias e trabalha nas ruas. Esse cara não pega um busão faz tempo, alías, quanto custa a passagem frei? Vai, sem procurar no google...a grande maioria na cidade ainda utiliza do incipiente "sistema de transporte coletivo" para ir ao trabalho e para escola e sofre todos os dias com isso. Estou há 2 anos e meio aqui na zona sul e ainda não entendo como o povo é tão pacífico para não se rebelar. E olha que as novas empresas tem que iniciar o "novo" sistema em Agosto e até agora é só maracutaia para melar e continuar tudo como está. A maior promessa de campanha vai por água abaixo, junto com a via norte, o teatro, ambos embargados por improbidades e esvios de informação, prevalecendo é claro os amigos dos amigos dos tucanos. Enquanto habitação aqui só vale se for no aquárius e floradas de sj, onde os amigos do Sérgio Porto, MRV e Tressoldi vão de vento em polpa, lá nas terras pinheirenses...não precisa comentários, o mainardi não sabe nem onde é...(não adianta apelar com ataques pessoas escritos)
Creio que o assunto educação pode ser discorrido por outro piraquarense, que sofre na pele as agruras desta na municipalidade. Só sei que o caminho aqui para eles é a privatização.

Como não estou muito inspirado termino aqui com um convite para amanhã.
Esse lixo orgânico que você não separa e que pensa que a terra "chupa", aqui em sj vai para um aterro sanitário da Urbam ( presidida pelo primo do prefeito, hummm) localizado no bairro torrão de ouro. Este local está com dias contados para receber resíduos até dezembro se não houver ampliação. Haverá na câmara, amanhã às 18:00, uma audiência pública para apresentar o EIA/RIMA (posso esclarecer o que é isso com antecedência frei) de ampliação do aterro. Vamos ver o que acontece em mais um capítulo do despótico poder joselito. Uma vez que nunca havia visto vereadores tão merdas como esses que estão aí...
Fui. Estarei lá amanhã.
Samuel Farias

5 comentários:

Anônimo disse...

LEMBROU SE DELES TAMBEM QUANDO ANDAVA DE FERRARI CONVERSIVEL EM HOLLYWOOD?

Marcio Elias disse...

que pitoresco esse comentário...



Farias, faça um release do que acontecer na câmara e posta aí pra gente. aliás, melhor, faz uma coluna sobre isso, aí nos mantem informados sempre!

Anônimo disse...

antes tivesse sido uma ferrari...

Frei "Mainardi"! disse...

Esse jovenzinho...gosto dele...ja até imagino ele ir da casa dele até a prefeitura com uma enxada no ombro berrar pelos menos favorecidos...vai chegar no maximo até o fumaça,deixar a enxada na porta e degustar "rasinhas" e geladas com colarinho.Essa é a resenha desses demagogos ai que não entendem que o problema da cidade é esse exodo ilegal de familias(pasmem!!!)subsidiadas por ricos movimentos(MST,o principal...)para ,politicamente, agitar e tumultuar municipios em grau de prosperidade que não governados por aliados deles. è comum se vc andar na nossa cidade ver 90% a cidade que da certo e 10% a cidade que não querem que de certo, isso habitacionalmente falando.Tirando O Rio Comprido(esse o unico bairro de sjosé, apesar de estar na linha da divisa com Jacapau,que precisa de saneamento basico, infra estrutura e resgate da dignidade),o restante das favelas é só parar o caminhão, meter paulada naquelas madeiras velhas inflamaveis, intocar a mobilia,devolver as pessoas dignamente a seus locais de origens,e fazer desses lotes "roubados"praças para deu filho poder brincar e vc jogar dominó aos 79 anos.

Marcio Elias disse...

frei, você é hilário, se eu não te conhecesse, ia achar é apenas um personagem que vc criou, uma caricatura da bestialidade.
...

isso que vc falou aí não é sério não né?