segunda-feira, julho 28, 2008

Mais um, menos um e o relógio

Onde trançarei minhas pernas a não ser nas suas.
E quando o meu silêncio chegar para ouvir sua voz,
Dentro do seu desespero, do seu engano.
Trarei flores para lembrar do nosso belo amor,
Ou mesmo para enterrá-lo num futuro próximo.

5 comentários:

Nelinho 10 disse...

Apaixonado, tênue, me remeteu a Camões,talvez numa releitura... gostei bastante!

Anônimo disse...

Ou mesmo para enterrá-lo num futuro próximo,
Trarei flores para lembrar do nosso belo amor,
Dentro do seu desespero, do seu engano,
E quando o meu silêncio chegar para ouvir sua voz,
Onde trançarei minhas pernas a não ser nas suas?

Anônimo disse...

É meu caro...
Ando no silêncio.

Sarsa.

Anônimo disse...

Profundo, garoto...

Anônimo disse...

ao estilo vai e volta da clarice lispector...