domingo, setembro 18, 2011

obrigado pai

Obrigado pai

Por ter levado meu pai

Por ter trazido a doença, a fome, a lamuria, o choro e a humilhação

Obrigado pai

Pela falta de vergonha, pela preguiça, pela corrupição

Pela fila no postinho, pelo professor resignado

Pelo irmão que canta sem saber cantar

Pelo dia passado no escritório maldito

Pelo HIV, pelo câncer, pela hepatite

Pelos filhos de deus que nascem sem braços e pernas

Pelos filhos malditos de deus que nascem sem ter o que comer

Obrigado pai

Por ter levado meu pai quando eu tinha sete anos

E de me ter deixado na miséria

Obrigado pai

Por todas as guerras entres seres humanos

Feitos a sua mais perfeita semelhança

Obrigado maldito pai

Por ter me botado neste maldito mundo

Por me fazer vomitar quando bebo

Por me fazer vomitar quando vejo que o mundo é uma merda

Por ver que a vida não passa de uma novela mal contado

Sem final feliz, sem mulher feliz, sem homem feliz

Com filho na lata de lixo, dormindo na rua

Passando frio, sem pai, pedindo ao pai

Aceitando a humilhação por você pai

Aceitando fazer tudo por você pai

Obrigado pai

Hoje eu acordo com vontade de morrer

Hoje eu acordo com vontade de matar

Por você meu pai querido

Eu te amo pai

Pai, pai, eu quero segurar sua mão

Quero sua proteção pai

Quero ser seu filho pai

Pai? pai? você existe?

Ou foi estória que me contaram?

Quero respirar bem fundo pai

E esquecer que você existe

Te odeio pai

Você me tirou tudo

Você me enganou

Você, pai, foi uma estória mal contada

E não dormi com você

Você é a doença que existe neste mundo

Você é a escoria bêbada

Você pai, pai, pai

Você fez Adão e Eva do barro

Talvez da merda e do devaneio absurdo de algum idiota

Obrigado pai

Hoje eu entendo a fome irracional por sua proteção

Pai, você fez e abondonou

Você fez a doença e inventou a cura

Como um farmacêutico capitalista

Você fez o esforço parecer elogio

Mas pai, eu não consigo

Pai, eu quero dormir

Pai, eu quero ficar na cruz no seu lugar

Pai, eu quero mas não posso querer

Você criou o mundo

O destino, a vida, o amor

Mas que diabos tinhas na mente?

Pai, nada disso faz sentido

Você não exite!

Você é o côco do cavalo do bandido

Você é minha esperança

minha desesperança

pai, rezei tanto por você

pedi tanto por você

orei, pedi pelos pobres, pelos oprimidos

pelos que não tem onde dormir

e o que tenho de você?

Nada, nada

Você é um bandido

Uma enganação

Pai, segura minha mão

Eu não tenho onde dormir

Então eu vou fazer uma prece

Vai tomar no meio do seu cu seu filho da puta!

25 comentários:

Anônimo disse...

"obrigado Pai por me dar condicao de pagar conta dos meus "amigos" pilantras que fogem do bar"

"obrigado Pai por me dar a paciencia de ver os mesmos amigos chegarem nos nossos churrascos e festas de maos vazias propositalmente"

"obrigado Pai por nao me dar o pessimo habito de levar vantagem sobre as pessoas"

Anônimo disse...

Nossa André, você quase um anjo

Anônimo disse...

que comentário infeliz esse primeiro.
_____________________________________

A sensação que tive ao ler o texto foi de raiva e ansiedade. Por um instante tive a impressão de saber a fúria que o inspirou.

Parabéns, Buk.

SM

Nervo Ótico disse...

Sim! Sim, claro que sim!!

Nervo Ótico disse...

É isso Buk, agora você foi a versão marginal e maldita do Camus!
Chega desse lirismo comedido do perdão e do agradecimento. O ultimo cristão morreu na cruz!
A blasfemia como escárnio à devoção, ótimo!

Anônimo disse...

Primeiro:o último cristão morreu na cruz é papo do Nit. Vc tem falar isto coronel.
Segundo, não se poderia esperar outro comentário do André;
Terceiro:estou esperando um comentário do Charlinho;
quarto:quando Nit falou que o último cristão morreu na cruz não era um desmerecimento e acho que não foi o último pq conheço uns vivos por aí e se vivessem como eles o mundo seria bem melhor.Mais para Um Ex Marxista,Ex convergência socialista, isto é papo de araque .
PIK.

Nervo Ótico disse...

ô Loco! e daí que é do Nit, do Marlamé, do trotsky..?

Nervo Ótico disse...

Ex marxista, ex-trotiskista agora sou anarquista! acho que sou isso mesmo, anarquista, libertário! Na linha de bakunin.
Ainda existe cristãos do tipo que morreu na cruz??? O cristianismo é opressor demais!

Anônimo disse...

Caro Buk,

Acho que vc se esqueceu de agradecer a erva e o vinho barato + a camisetinha do Bob Dylan...
E saber cantar ou não pode ser uma questão de ponto de vista.

Abraço!

N.Ares

Anônimo disse...

Anarquista. Faça me o favor , todos somos filhos e absovermos a moral burguesa.
Vc é capitalista como eu ,o Buk.
PIK

Anônimo disse...

somos oprimidos pela nossa própria consciencia . Fugimos de um e caímos no outro.
PIK

Nervo Ótico disse...

Boa Sarsão: back, vinho barato+camisetinha do Bob Dylan, igual a uma catarse beat!
Mas Pik, será que não tem como ser anarquista e capitalista ao mesmo tempo? Sinto-me tão confortável nas duas condições!
A alma do capitalismo é o liberalismo e do anarquismo a liberdade, utilizo-os segundo minha coneniência.

Anônimo disse...

aviso que tive a chance de ver o texto em 1a. mão, antes de parar nos comentários do andré e do Nervo...agora a camiseta do Dylan estava reservada p/ todos os que comparecem na casa da gente qdo a gente convida....obrigado pai pelo dia da árvore, pelo discurso da dilma, pelo "Frank Sinatra has a cold"....
S.Farias

Anônimo disse...

Aí, Buk. Tem como você gravar a leitura desse poema e colocar no blog?

SM

Nervo Ótico disse...

é coloca o audio, tipo América do Ginsberg!

Anônimo disse...

Olha, eu achei o texto uma bosta!

Essa coisa de ateu nao passa de "auto rotulo" individual, forcar a barra pra tentar diferenciação social e intelectual.

Se o neguinho ficar cercado no beco vai chamar tanto pelo "Pai" que capaz que ele Apareça gigante, barbudo, branco e velho como nos filmes pra salvar uma de suas peles.

Assim como nao vai negar os belos mimos materiais que o capitalismo lhe oferecer.

Texto escrito nao sob excesso de raiva mas talvez de cocaína, maconha, álcool e muito arroz doce(uuee)!

Comentário sobre o texto e sua narração. Nada pessoal.

Andre

Anônimo disse...

Nit, trotsky, ginsberg, Marlame, Papai...ate Dylan e Sinatra! Meus Deus ! Quanta hipo-demagogia! Resumindo...

O negocio do povo aqui e ar-condicionado e Whisky!

E salve o Tom(esse sim!)

Anônimo disse...

Comprei um gravador de voz para isso mesmo hoje. Posso fazer esse experimental ...rere
PIK

PIK disse...

Agora . Capitalismo e anarquismo junto proposto pelo Coronel. Pare o mundo que eu quero descer.

Nervo Ótico disse...

Deixa eu!

Nervo Ótico disse...

Aliás, a camisa do Dylan faz muito sucesso!Tenho me dado bem com ela!

young Buk disse...

todos nós sabemos que a opinião de Andre, outros bossais e merda são a mesma coisa. obrigado pela leitura, pena que a compreensão e a humildade filosófica são ínfimas.Viva mais e pare com o zorra total e o multishow, quem sabe uma mulher?

Anônimo disse...

Grande sevenskin!

O que se faz no blog resolve no blog, sem picuinhas de bar ou facebook senao mais facil abrirmos um Salao e deixar os assuntos "in natura"...ao vento...

Analisei o texto com mais calma, frieza...desculpe o merda, o certo seria bosta,rs

Entao cara, mulherada anda meio escassa, dificil no momento e no multshow a transmissao do rock in rio quebrou nossas(nao so minhas)pernas...esperemos semana que vem!

Andre

Anônimo disse...

CORRUPIÇÃO!

E disseram que é profi essa porra.

young Buk disse...

hum nega invejosa