quarta-feira, julho 18, 2007

qual vôo mesmo?

No final do ano passado estive em Recife, e voei num desses aviões que faz várias escalas. O Vôo é noturno pois é mais barato. Graças à Deus tive uma viagem tranquila, porém tive a impressão de estar em um ônibus da São Bento que para ir ao novo Horizonte, passa por vários , bairros, entre eles, Jd Paulista, V. Industrial, Motoroma, ... , pois de Guarulhos ao Recife, há várias escalas.
Pois bem, outra vez São Paulo é palco de um desastre. Já não basta a criminalidade, o trânsito rodoviário, a poluição em todos os sentidos, falta de estradas, mais uma vez mais pessoas simplismente viraram cinzas.
Não quero ser aqui um comentárista ridículo, que tenta passar seu sofrimento em cadeia nacional, e que na próxima notícia mostra alguma cena do cotidiano parar aliviar a dor, ou mesmo para desviar à atenção da massa.
Por uma visão econômica e de segurança pública e aérea, se a classe média e baixa tiver acesso ao transporte aéreo, o que será do céu de nosso pais?
Não quero defender o discurso que só uma elite deve voar. Mas em um país que se preocupa mais com a confortabilidade do aeroporto ( terminal, cadeiras, ...) do que com a infra-estrutura necessária, é um país que não tem o mínimo de consideração pelo próximo.
Meu Deus , onde é que vai parar essa massa.
abraços
Rei da Vela

Um comentário:

Frei Calvão disse...

com certeza, recursos desviados e comprovados por via de corrupção do governo lula,seriam capazes de dar a cidade de são paulo,um aeroporto seguro e comfortavavel a seus usuarios e trabalhadores e tambem a população residente.Sem mais.estou chocado.