quarta-feira, setembro 03, 2008

Conversando com a lua


Ontem passeando pela nuvens
Mandei um beijo pra Lua
Ele me piscou os olhos
Declarando-me amor

Disse-me,
" Há muito que não sou paquerada "
E respondi,
"Há muito que não viajo ao céu"
E a copiar Paulinho disse-lhe,
Me perdoe a pressa
É a alma de nossos negócios
E ela chorou

Hemerson

3 comentários:

Alexandre disse...

Há quanto tempo hein CEO, estava em seu ano sabático?
Ver a terra da lua é sempre uma sensação indescritível. Talvez Saõ Jorge possa nos dizer, ou mesmo Zé do Norte em sua música.
"Lua Bonita,Meu São Jorge é teu senhor,E é por isso que ele "véve" pisando teu esplendor"

Nelinho 10 disse...

Pois é... a Lua satélite... há tempos também que não olho esse astro, deve ter chorado em dobro por isso. É a vertigem que causa a noção de velocidade distorcida, assim não se tem tempo de olhar o céu.

Anônimo disse...

De todo cenário Cineastrico(!!!) que foi criado em alguma garagem da Nasa em Houston para supor que o homem foi a lua, a imagem da terra pintada na parede da suposta Lua foi a melhor;;;

Frei Mainardi!