segunda-feira, novembro 03, 2008

O Troféu do Oscar


“A casa do Oscar era o sonho da família. Havia o terreno para os lados do Iguatemi, havia o ante-projeto presente do próprio, havia a promessa de que um belo dia iríamos morar na casa do Oscar. Cresci cheio de impaciência porque meu pai, embora fosse dono do Museu do Ipiranga, nunca juntava dinheiro para construir a casa do Oscar.

Mais tarde, num aperto, em vez de vender o museu com os cacarecos dentro, papai vendeu o terreno no Iguatemi. Deste modo, a casa do Oscar antes de existir foi demolida, ou ficou intacta, suspensa no ar como a casa do beco de Manuel Bandeira. Senti-me traído, tornei-me um rebelde, insultei meu pai, ergui o braço contra a minha mãe e saí batendo a porta da nossa casa velha e normanda: ‘Só volto pra casa quando for a casa do Oscar!’


Pois bem, internaram-me num ginásio em Cataguases, projeto do Oscar. Vivi uns seis meses naquele casarão do Oscar, achei pouco. Decidi a ser o Oscar eu mesmo, regressei a São Paulo, estudei geometria descritiva, passei no vestibular e fui o pior aluno da classe. Mas ao professor de topografia que me reprovou no exame oral, respondi calado: ‘Lá em casa tem um canudo com a casa do Oscar...’


Depois larguei a arquitetura e virei aprendiz de Tom Jobim. Quando minha música sai boa, penso que parece música de Tom Jobim. Música de Tom, na minha cabeça, é casa do Oscar.”

texto de Chico Buarque de Holanda

Oscar Niemeyer, não cobrou nada para desenhar o troféu do vencedor do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. A peça foi elaborada em "plástico verde", um polietileno feito a partir do etanol da cana de açúcar, ou seja, é renovável, reciclável e não polui.

Felipe Massa, piloto brasileiro da Ferrari, por 500 metros ou 20 segundos ou único 1 ponto não pode reconquistar o Campeonato Mundial de Fórmula 1 para o Brasil depois de 17 anos, mas levou para casa o "Troféu do Oscar".




7 comentários:

Anônimo disse...

Como ficou o coração do meninão. Não foi fácil em Andresão.

Hemerson

Anônimo disse...

é meu caro, valeu a pena abrir o comuna hoje meu caro...arrebentou...vc não acredita mas assisti a corrida toda e mandei o glock tomat no cú naquela hora...valeu a gente se fala. SF

Anônimo disse...

Bem Farias...como foi seu sonho que me disse mesmo? é exatamente aquilo a principio;;;Na hora da chegada , gritei campeão por talvez uns 10seg..havia um delay no fator glock;;;depois foi como receber um figado ou se repuperar de um infarte..estou assimilando certas coisas ainda....mas foi legal estar la...rolou estréia no bafometro no transito de sp, rufianismo, os velhos amigos de F1, umas 7 novaskins por dia..etc

Frei

Nelinho 10 disse...

é Frei, lindo texto o do Chico hein!

Mas vale lembrar que o Massa só perdeu por um ponto, 500m ou uns 20 segundos porque a Equipe Ferrari errou três vezes esse campeonato.
Primeiro aquela gafe da luziha verde que ascendeu e o Felipe saiu na frente do outro carro, quase colidindo e tendo qe passar pelo boxe para pagar penitência, depois na malásia quando deram o pneu errado pro menino e por últimi (e a mais gritante) em Cingapura, outra gafe da luzinha verde/vermelha e o meninão arranca a mangueira de gasolina. É foda! só aí já seriam uns 16 pontos a menos!!!

O curioso é que pela tv globo ninguém lembrou desses ocorridos! Seria algum acordão??? estranho meu caro, muito estranho!

La Nave Va disse...

boa frei! o Oscar é nosso!

Anônimo disse...

sonhei que o massa tinha ido pro brejo bem próximo do fim...mas que estava meio esquisito...blz...passou ou não no bafômetro?

La Nave Va disse...

farias tem sonhos premonitórios? olha só! precisa trabalhar isso rapaz