segunda-feira, dezembro 01, 2008

A vida, o Universo e tudo mais – um ensaio sobre o Bill Gates e a ABNT Mundial


Não vou aqui explicar a natureza dos códigos binários, ou da ABNT, pois acredito que todos os comunas já tenham isso claro, no entanto peço que atentem para a arquitetura dos fatos e como eles direcionam para algo em comum.
Aparelhos de Fax, códigos binários, The Matrix, DVDs, Micro Computadores, MP3 Players, Notebooks, Satélites Orbitais, Memórias Temporárias, Palmtops, Tecnologia 3G, Playstation e até Celulares. E o que o Bill Gates tem a ver com isso? Tudo!
Impérios virtuais como o do Google só se tornaram possíveis depois que um cidadão chamado Bill Gates desenvolveu uma linguagem de software universal, uma espécie de código reconhecido por um cem números de aparelhos eletrônicos que ao decodificar essas cifras apresentam textos, imagens e plataformas 3D, por exemplo. Portar um DVD piratinha daqueles da praça do Sapo parece tão corriqueiro, mas graças a esse cara é que isso se tornou possível.
Muitos devem contestar essa idéia, pois acreditam que cada empresa tenha criado uma base de dados diferente para fazer a leitura de suas informações. Por exemplo, a Apple que como o Mac Toch não conseguia acessar o conteúdo dos softwares da Microsoft, pois a base dos dados de leitura eram diferentes, no entanto a idéia, ou melhor, o formato da base de dados, ou em grossos modos, como a coisa ia funcionar é obra do Sr. Gates. Em suma os fatos apresentados levam a crer que ele é o responsável pela padronização das leituras eletrônicas.
Assim sendo podemos comparar esses dados com a natureza da ABNT, que regula as normas técnicas de publicações científicas no Brasil. Essa associação cria uma linguagem universal para as publicações, papers, artigos, dissertações, etc.; caso esses documentos não sigam essas regras, são impedidos de serem publicados, ou seja, não podem ser decodificados. E é claro que as normas técnicas canadenses, italianas ou paraguaias não são exatamente as mesmas vigentes no Brasil, contudo elas seguem um padrão mundial de publicação
Logo, numa comparação direta, conclui-se que o Sr. Bill Gates é o criador da ABNT do mundo, pois toda linguagem eletrônica tem de estar de acordo com a base de dados de códigos binários criado por ele.
Isso representa no mínimo dos mínimos uma forma de controle, chamada por muitos por monopólio virtual. Eu prefiro acreditar é na chegada da besta apocalíptica.
Quando checamos nas escrituras sagradas cristãs os relatos sobre a besta (o six six six, the number of the beast) verifica-se incrível combinação com o império Bill Gates. Ele promoveu essas decodificações tornando-se pai da informatização mundial que oprime classes sócias menos favorecidas e enaltece os ricos. Logo esse cara não é de Deus e se ele não é de Deus, só pode ser a tal da Besta.
Aí outra parada deve ser discutida. A profecia Maia para 2012. Segundo o grupo que habitou a península de Iucatã, seus cálculos matemáticos avançadíssimos para a ocasião apontam para a idéia de que o fim do mundo estaria próximo. Em 2012 e mundo sucumbiria após um enorme impacto de um asteróide. A população mundial seria dizimada e tal. O que chama atenção é que muitos caras já romancearam essas estórias nos estúdios de Hollywood, e sempre se pode notar uma característica pertinente: quem disponibiliza alguém pra tentar salvar a humanidade são os EUA, com um outro detalhe: o presidente estadunidense invariavelmente é negro. E quem é o primeiro presidente negro eleito nos EUA? O Sr. Obama, que ainda será presidente em 2012.
Sei que pode parecer mais uma teoria da conspiração, mas só vou ficar tranqüilo no réveillon de 2013 ou de 2016, pois reza outra lenda que a conta do nascimento de Jesus está atrasada em 4 anos, o que nos daria um período maior, ou seja, até 2016. Até lá não sei o destino dos EUA, mas a probabilidade de reeleição nesses países é muito grande e o Obama pode ser presidente ainda.
O melhor mesmo é esperar, por que num planeta onde rola anúncio de invasão alienígena, tsunami descontrolada, enchente em Sta. Catarina, furacão no Brasil e presidente negro nos EUA tudo pode acontecer. Tipo o mundo da Lua do Lucas Silva e Silva, lembra? Ps.: Depois não quero ver ninguém me chamando de Nostradamus à toa!


5 comentários:

Maria, Simplesmente disse...

Só gostaria de acrescentar que o Sr. Steve Jobs e seu Mac já aceitam o aperacional Bill Gates já faz um tempo.

Quinto Elemento está aí e não o deixa mentir: presidente negro, meteoro gigante, fim da Terra. Mas fica a minha pergunta: existirá amor para nos salvar??

La Nave Va disse...

pô Nelinho que sacanagem! quando tem um bão assim tem que chamar a gente pra fumar junto pô! que muquirana!

Anônimo disse...

Texto bacana. Eu diria que Gates foi um tremendo precursor , o Papito da universalização, entretanto, é normal que seja superado .
Hemerson

Nilson Ares disse...

Lindo texto.
Embora tenha um quê de sermão do último culto na Universal do Reino de Deus.
E um toque: dê uma melhoradinha no seu glossário de informática.

Nilson Ares disse...

Ahh fio, dei uma nova lida em seu texto e achei isso aqui: ...Por exemplo, a Apple que como o Mac Toch não conseguia...
Acho que é por isso que falei sobre o glossário...
Bom, a crítica é como a chuva...

Abração.