segunda-feira, janeiro 26, 2009

O tempo e as reflexões da vida

As pausas são necessárias para que as reflexões aconteçam. O ócio tem sido um grande negócio para mim, afinal negar o ócio pode impossibilitar de pensar. Os gregos na antiguidade(antigüidade) falavam da necessidade do ócio para que pudessem ter a possibilidade da reflexão. O fato é que o que escrevemos tem muito da transpiração da carcaça cerebral, mesmo essas singelas palavras.
O grande filósofo Wittgenstein escreveu uma grande obra chamada Tractatus Logico-Philosophicus, considerada sua grande obra. Depois deste livro foi ser jardineiro e mais tarde professor primário e traria depois de 20 anos a revisão da obra citada. Assim levou muitos anos para que ele reconsiderasse tal obra que ele mesmo escreveu.
A vida é um ir e vir que não podemos negar , é um banhar num rio e não sermos mais os mesmos , parafraseando nosso grande filósofo Heráclito. Assim quando fulano nos chega e diz " Como você está mudado, na verdade é reflexo das frações de segundo de um tempo que não pára .

Hemerson


2 comentários:

Comandante Tibiriçá disse...

E você ainda cita Wittgenstein? Se ele pudesse ver o que você tem feito com a comunicação e com toda sua "filosofia da linguagem" nesse blog, acho que ele diria uma outra coisa.
A situação está crítica pro seu lado hein meu caro!Quando eu conseguir a VIVO como anunciante detes blog eu vou cuidar para que você siga Wittgenstein, vais virar jardineiro negão!

Hemerson disse...

Fala isso não, veja mais informações desse enigmático personagem:
http://casadacoruja.blogspot.com/