terça-feira, março 16, 2010

Do empirismo

Segundo os empiristas todo conhecimento é formado pela experiência através do que fazemos através dos sentidos.As idéias não seriam mais do que combinações complexas que fazemos das experiências externas. O que parece uma simples afirmação é o começo para a valorização da ciência e o fim da metafísica e tem ainda como pano de fundo um indício do ateismo que conhecemos na modernidade.
Se todo conhecimento que formamos é construído através da experiência,como poderíamos conhecer algo que está no mundo meta-físico. Este é um problema que talvez nem os empiristas imaginavam que poderiam trazer e nem fizeram tanta reflexão na época, mas colocaram uma semente que a modernidade positivista iria usar muito bem, inclusive na filosofia da linguagem que diria que só poderíamos falar sobre coisas que realmente pudéssemos comprovar.
Vejamos, quando perguntamos , Deus substantivo concreto ou abstrato. Temos aqui um grande problema, afinal ou ele é concreto dentro da fé de quem crê ou é um grande absurdo, pois há erro em falar de algo que não se encontra na realidade.
Talvez Vinicius tinha razão, se é que há razão em alguma coisa neste mundão, quando falava que acreditaria quando Deus registra-se sua existência em cartório. Mais aí é querer de mais.
Haja hiperlink.
PIK