domingo, março 28, 2010

Moral e ética

Normalmente há uma confusão entre essas palavras,entretanto, não são sinônimas. A palavra ética, vem do grego ethos que significaria modo de ser.Já a palavra moral, mores do latim, está relacionado a seguir o costume de uma determinada sociedade , baseado num paradigma cultural.
Na cultura grega o ethos seria aquilo que é bom para o indivíduo e para a sociedade onde ele está inserido.Desta forma, o ethos purifica e questiona a mores, quando está de certa forma leva a uma deformação da sociedade.
Vejamos o caso da escravidão no Brasil. Durante o regime de escravatura no Brasil do ponto de vista moral era aceitável ter escravos negros para que brancos pudessem gozar do ócio e tal fato era aceito com certa naturalidade.
Quando começa haver um movimento contrário a escravidão,ocorre porque pessoas contrárias vê um problema ético, afinal, há uma (i)moralidade.Desta forma , a ética busca priorização da felicidade do homem de um ponto de vista social, fraterno.
Vejamos a aceitabilidade da questão do latifúndio. É moralmente aceito em nossa sociedade o fator latifundiário, entretanto, uma parte da sociedade vê uma imoralidade pois permite que uma parcela da sociedade não tenha o direito ao mínimo necessário, previsto inclusive nas leis do estado, que valida o latifundio.Temos aqui um dilema ético.Um fator moralmente aceito,é questionado por conter em si um problema , uma contrariedade em sua raiz.
Desta forma, podemos ver a importância de trazer a discussão ética para os mais variados temas. Não de uma forma banal como é usada pelos meios de comunicação, mas de colocá-la nas discussões de temas variados , principalmente no âmbito da educação onde se trabalha com crianças, jovens e comunidade.
Agora pergunto, qual disciplinara fará isto melhor que a filosofia que desde as raízes gregas trazia esta discussão, creio que nenhuma outra.
PIK

6 comentários:

Anônimo disse...

Não deram muita bola para a sua palestra, heim Pik?

SM

Alê Marques disse...

Só não comentei antes, foi por que vi que ando bem sem moral!
Ou melhor, eu sou um Amoral!

Anônimo disse...

Samuel,
teriam que dar bola? Não entendi.O texto é tão somente um meio de refletir e uma possibilidade de constestação.
Agora amoral vc Coronel, dependo do contexto talvez vc seja um moralista como todos nós.Pense bem.
PIK

Alê Marques disse...

Esse Samuel aí é o Samuelzinho ou o Farias? Não entendi.
Agora, eu moralista? Que bom, pra quem já foi expulso de uma suruba por mal comportamento chega a ser elogio!!

Alê Marques disse...

Pik você bem sabe que existe uma diferença entre imoral e a moral, don´t know?

Maria Angélica Costa disse...

SM= Sebastião Maia, ou Bruno. Eita, Pik, por fora...rs