quarta-feira, março 24, 2010

A solidão da leitura


Na sociedade moderna tudo o que se faz deve se ter função de necessidade.Dessa forma passa a obrigatoriedade da leitura como função final : vestibular, concurso e as leituras que os amigos esperam que façamos para uma discussão.
Mas se lermos o que ninguém tem lido, não será incomum que alguém pergunte quando estiver carregando um Machado de Assis, Agostinho,Platão e aí vai.
Fato é que a leitura nos traz o prazer existencial do momento presente , o que contamos para o outro não é o que sentimos no momento da leitura , ele é puro momento presente e solitário e nem todos estão para prazeres solitários.
Isto ocorre também na mesma proporção com o escritor , entretanto, este espera que exista o sujeito leitor para lhe escutar , pois ninguém no fundo escreve para si.Alguns até arriscam-se a dialogar literalmente com o leitor como bem faz Machado de Assis em seus textos.
Desta forma, ponho-me a dialogar contigo o caro leitor sobre tal fato que veio a cabeça desse pobre mortal que em vez de estudar para concurso , acaba navegando em leituras que não coloca pão na mesa , mas enche o coração de alegria e tristeza, afinal nem só de pão viverá o homem.
PIK

8 comentários:

Alê Marques disse...

Sim! Concordo contigo!Ando as voltas com leituras técnicas dos meus estudos, mas vejo que tenho sentido falta de minhas leituras "literárias", sem um fim utilitário, só voltada a alma.
A leitura literária é a base da formação humanística do homem. Desde Homero até Machado!

Nelinho 10 disse...

eu continuo com minha leitura, que é quase lúdica, pois se trata de quadrinhos. (acho que falo pelo sarsa tbm)

muitas vezes tem sido mais útil que o tecnicismo acadêmico

Anônimo disse...

"o que contamos para o outro não é o que sentimos no momento da leitura" atingiu o objetivo: "ponho-me a dialogar contigo o caro leitor", pelo menos para mim.

Nelinho, quadrinho é muito bom mesmo, tava lendo "Do Inferno" mas só tinham 2 exemplares na Siciliano um do Vol.1 e outro do Vol.2. Quando terminei o primeiro o segundo já tinha sido vendido.

Espero que chegue.

SM

Maria Angélica Costa disse...

Andei lendo umas coisas de concurso e gostei muito, aproveitei como literatura. Alguns autores estão me fazendo pensar muito sobre a Vida, Universo e tudo mais(Bom livro pra quem gosta de sarcasmo...).
Unindo hq e literatura, tenho uns hqs bem legais, Beijo no Asfalto, O Alienista. A linguagem é fiel e atraente.
Agora pergunto: é perda de tempo ter q estudar e reler um livro q vc gostou muito?

Marcio disse...

acabei de ler "persépolis", a história da menina iraniana, em hq, muito bom.

Maria Angélica Costa disse...

Tenho o filme que é LINDO!

Alê Marques disse...

Maria,Eu também gosto de livros com fins utilitários! O problema é que as vezes os meus são muitos técnicos! Sinto falta de um Camus, ou mesmo quadrinho, mesmo tendo lido muito pouco este tipo de literatura.

Marcio disse...

eu também senti falta do meu Camus!!


o filme ainda não vi Maria.