terça-feira, setembro 01, 2009

ONTOLOGIA


A morte da metafísica pressupõe uma antítese
Tal antítese caracteriza uma verdade
Recorrer à verdade que contrapõe a metafísica é redundância
Pois a verdade é sempre metafísica.

Fabiano Baldi

2 comentários:

Anônimo disse...

A discussão do “objeto” metafísica ao meu ver, sempre recairá na redundância. Uma outra premissa é que, a verdade do ser não acontece nem antes, nem depois, nem por detrás ou na frente da linguagem. Ele acontece na linguagem. Segundo Vattino,” A pertença preliminar ao ser é a preliminar e originária pertença à linguagem: o ser é história e a história é linguagem”.
Fabiano Baldi

THE PASSENGER disse...

Afirmo de Dôo fé! é isso mesmo,não havia lido antes, mas o comentário que fiz no post acima vem de encontro ao seu.
E da-lhe Michael Pecheux